ciência & Nutrição

Pesquisadores reportaram o efeito do treinamento aeróbio contínuo e intermitente sem dieta na composição corporal, com redução do índice de massa corporal (IMC) e do percentual de gordura (%G) e aumento de massa magra.17,19,20,32 Ao analisar os estudos que realizaram intervenções de treinamento aeró- bio contínuo, observou-se que os melhores resultados na perda de peso e de massa de gordura apresentou-se quando o período de treinamento era realizado acima de 12 semanas, com frequência semanal igual ou superior a três vezes, com intensidade de moderada a alta e duração igual ou superior a 30 minutos.15,17,21,23 A maioria dos estudos foi realizada em indiví- duos sedentários, logo, as adaptações causadas pelo próprio treinamento aeróbio, como a melhora da capacidade em utilizar lipídios para produção de energia, podem ter contribuído para perda de peso. Quanto ao volume de treino, exercícios de maior duração e com intensidades mais altas produzem Excesso de Oxigênio Consumido Pós-exercício (EPOC) mais duradouro e de maior magnitude, resultando em maior gasto calórico após o exercício,34,35 e ainda, este tipo de exercício pode propiciar manutenção e aumen

Anúncios